quarta-feira, junho 13, 2012

«caralho, e ela nem esperava. de repente ela ouve uma voz igualzinha a de gonzaguinha e entra o filho dele»*

tentem ver isto sem chorar, ok?

primeiro cliquem aqui e vejam, curtam, deixem-se levar por este clip glo-ri-o-so!

o cafuné nos caracóis dele junto da orelha, aquele cabelão dela tão oitentas..., a forma como ela segura no cigarro dele - as mãos dela, magras, os dedos longos - como o manda lá para trás, roubando-lhe o vício. o gesto dele com a mão na parte do «perder ou ganhar ou aquilo que for, mas os dois com a mão na colher.» a mão dela a cachecolar os cabelos junto ao pescoço quando diz «eu te amo e não temo esse amor...», as pausas, o riso dobrado...

 e agora vejam este em que o filho do gonzaguinha faz-lhe uma epifania quase mística, que a deixa com-ple-ta-men-te sem rede!
ok, este não comento, passaria horas a falar sobre este clip. escolham vocês o que mais... vocês sabem, né?




conseguiram não chorar?

* comentário no youtube.

1 comentário:

pal disse...

Ai credo. Ranho e assoar ruidoso. Que começo de dia.